Textos

A esmo
Coração, emoção, solidão!
Ando meio ausente de mim mesmo...
Ingrato coração!
Por que tem me feito andar a esmo?

(Mas) tenho tentado ser forte...
— para que, se o futuro é a morte?
— por que, se nunca tive sorte?
Talvez esteja mesmo me faltando norte...

Projetos, planos, projetos...
Será mesmo que ainda os quero...?
E se fossem outros os trajetos...?
Apago todos, prossigo ou espero?
Jonas Sales
Enviado por Jonas Sales em 25/11/2019


Comentários